>
blog de informação e publicidade

sábado, 21 de abril de 2012

Computadores informações básica

A onde comprar um computador ?
Informações básica de um computador
                                                              Mercado livre a onde se compra e vende de tudo
Chamarmos de entrada o meio de inserir informações no computador. Chamaremos de Saída o um meio que o computador possui para apresentar informações já processadas ao usuário. CPU é, basicamente, o processador ou microprocessador. Memória é um meio qualquer para armazenar dados, mesmo que temporariamente. As linhas vermelhas com setas representam as linhas de controle de dados e as linhas pretas com setas representam as linhas de transmissão de dados.
As linhas de controle de dados possibilitam que os dispositivos de entrada/saída possam coordenar com a CPU a troca de dados entre o dispositivo em questão e a memória. As linhas de transmissão de dados permitem a passagem de informações nos ramos dispositivo de entrada-memória-dispositivo de entrada, dispositivo de saída-memória-dispositivo de saída e CPU-memória-CPU.
Quando um dispositivo de entrada é acionado, a informação que a ele chega vai para a memória, sob coordenação da CPU que, por sua vez, processa tal informação por partes. Após o processamento, um ou mais dispositivos de saída recebem os resultados.
Computadores básicos e dinâmicos  veja algumas ofertas click aqui
A CPU possui a capacidade de controle e trabalho; é como um gerente. A memória por sua vez é a área de trabalho da CPU; é como de fosse o seu caderno de anotações, onde são anotados os números que deverão ser somados, multiplicados, subtraídos ou divididos. Se eu lhe dissesse o seguinte: pegue o número 1, some 17, divida por 2, subtraia 3, multiplique por 5, subtraia 10 e divida por 4. Você seria capaz de realizar tal operação, se alguem lhe ditasse rapidamente, sem a ajuda de um caderno ? Esse caderno é a sua memória.
São dispositivos de entrada (símbolo E, de entrada, ou I, de input): o teclado, o mouse, o joystick, o scanner, o CD-ROM e o microfone.
São dispositivos de saída (símbolo S, de saída, ou O, de output): o monitor de vídeo, a impressora e as caixas de som.
São dispositivos de entrada e saída (E/S ou I/O): Os drives, o HD, o modem e o CD-R.

Apple iMac MC309BZ



Cabe ainda ressaltar que a memória pode ser do tipo principal {RAM} ou auxiliar (geralmente o Hard Disk).
Bit, Byte, Kilobyte, Megabyte e Gigabyte 
Bit (b) - é menor informação que um computador pode processar. Corresponde a um pulso elétrico. Se existe, tem valor 1 e, se não existe, tem valor 0. Isto forma o código binário (0-1). Por ser muito pequeno, não é utilizado para medir memória. No entanto, é a unidade de medida da capacidade de processamento dos computadores. 
Byte (B) - conjunto de 8 bits; representa um caractere. 
Kilobyte (KB) - conjunto de 1024 Bytes. 
Megabyte (MB) - conjunto de 1024 KB ou 1 048 576 Bytes 
MEMORIA  RAM 
Gigabyte (GB) - conjunto de 1024 MB ou 1 048 576 KB ou 1 073 741 824 Bytes.
Capacidade de processamento
A capacidade de processamento de um computador consiste na quantidade de bits que ele pode processar ao mesmo tempo, dentro do microprocessador (capacidade interna) ou entre o microprocessador e a memória (capacidade externa). Não deve ser confundida com velocidade de processamento, ou seja, o clock. Contudo, a capacidade de processamento é um dos fatores de velocidade do micro, como um todo.


Clock
placa de vídeo extra
Clock de um computador é um pulso eletrônico gerado periodicamente por um oscilador, geralmente de cristal, usado para sincronizar o funcionamento dos diversos dispositivos e placas do sistema. Trocando em miúdos, é a velocidade de funcionamento geral do sistema.. Geralmente é medido em MHz (1 Hz = 1 ciclo/seg | 1 KHz = 1 000 Hz | 1 MHz = 1 000 KHz = 1 000 000 Hz).
Existem dois tipos de clocks: o clock interno e o clock externo. O clock interno é aquele que regula a freqüência de trabalho do microprocessador; o clock externo regula a freqüência da placa mãe e dos periféricos. Até o momento, ainda não foi possível fazer com que uma placa mãe funcionasse corretamente com um clock superior a 100 MHz. Isso fez com que, em determinado momento da história, o processador e a placa mãe viessem a funcionar em velocidades diferentes. Na verdade, o clock interno é o resultado da multiplicação do clock externo por um fator.
Informações tirado do website http://www.angelfire.com/tn/ATGD/Hardware1.html


click-por-click homepage

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar comentário[Não respondo anônimos] [I do not answer anonymous ]
Fazer comentários em blogs,é uma ótima ideia para divulgar o seu conteúdo ou ideia!- Identifique - se!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...