>
blog de informação e publicidade

sábado, 30 de julho de 2011

Cielo brilha e se sagra bicampeão dos 50m livre - Diário do Grande ABC

Cielo brilha e se sagra bicampeão dos 50m livre - Diário do Grande ABC


Após decepcionar nos 100 metros livre, Cesar Cielo se redimiu neste sábado ao faturar a medalha de ouro nos 50 metros livre no Mundial de Esportes Aquáticos de Xangai. Bruno Fratus não conseguiu repetir o bom desempenho das semifinais, quando registrou o melhor tempo das eliminatórias, e ficou em quinto lugar.
Cielo bateu na frente com o tempo de 21s52, o melhor da temporada. Ele superou sua própria marca anterior, de 21s66, registrada no Torneio Open de Paris, em junho. A medalha de prata ficou com o italiano Luca Dotto, com 21s90. O francês Alain Bernard, um dos principais rivais de Cielo, levou o bronze, com 21s92, depois de oscilar na semifinal. Ele havia avançado à final com o oitavo e último tempo.
Fratus chegou em quinto lugar, com 21s96, após desbancar Cielo na eliminatória de sexta-feira. O brasileiro não repetiu o tempo das semifinais, de 21s76, que o levaria à medalha de prata neste sábado.
Com a vitória, Cielo defendeu o título conquistado em Roma, em 2009, e se sagrou bicampeão mundial na prova mais rápida da natação. Atual campeão olímpico, o brasileiro também é dono do recorde mundial da distância, de 20s91, registrado quando os supermaiôs ainda eram permitidos pela Federação Internacional de Natação (Fina).
Em Xangai, Cielo acumulou sua segunda medalha de ouro. Antes, ele conquistara o título dos 50 metros borboleta. Depois do título, o velocista decepcionou ao ficar apenas em quarto lugar nos 100m, sem defender seu título mundial, mas compensou o revés com a medalha deste sábado.
A vitória contundente, que confirma o domínio do brasileiro na distância, acontece um dia depois de a Corte Arbitral do Esporte (CAS) colocar um ponto final na polêmica sobre o caso de doping envolvendo Cielo.
Na sexta, o tribunal divulgou o relatório final sobre o julgamento do brasileiro no qual isenta o atleta e atribui o resultado positivo no teste antidoping à contaminação do suplemento alimentar manipulado pela farmácia onde Cielo costumava comprar as cápsulas de cafeína consumidas em seus treinamentos.
O campeão olímpico, Henrique Barbosa, Nicholas dos Santos e Vinícius Waked testaram positivo para a substância furosemida, diurético proibido pela Agência Mundial Antidoping, durante o Troféu Maria Lenk, disputado no Rio de Janeiro, em maio. O resultado do teste foi divulgado no início deste mês e quase tirou Cielo do Mundial.
Os quatro nadadores foram advertidos pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) e perderam os resultados obtidos no Maria Lenk. Como consequência, Henrique Barbosa e Nicholas dos Santos ficaram sem a vaga no Mundial de Xangai - Waked não havia obtido o índice.
Insatisfeita com a advertência imposta pela CBDA, a Fina cobrou uma punição mais severa, de pelo menos três meses de suspensão, e recorrer à CAS, a mais alta instância da justiça desportiva. A Corte decidiu manter a advertência, o que liberou Cielo para competir em Xangai. Vinícius Waked recebeu punição diferente, por já ter sido enquadrado em caso anterior, e foi suspenso por um ano.
click-por-click

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar comentário[Não respondo anônimos] [I do not answer anonymous ]
Fazer comentários em blogs,é uma ótima ideia para divulgar o seu conteúdo ou ideia!- Identifique - se!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...