>
blog de informação e publicidade

sábado, 4 de junho de 2011

meu tablet pesquisei e comprei

já algum tempo sem fazer uma nova aquisição resolvi compra um tablet mesmo sem saber para que realmente serve pesquisei preços e qualidades.

pesquisei em tudo quanto é blogs e sites e achei esta explicações

O tablet é um produto inovador que chegou ao mercado recentemente para inovar o perfil da informática. O aparelho possui uma estrutura fina, compacta e pode ser levado para qualquer lugar de forma cômoda e viável, um exemplo de sua portabilidade. Pelo fato do tablet ser uma novidade no mercado tecnológico, há ainda muitas pessoas que desconhecem as funções desse equipamento.
A valorização do tablet como um produto de alta tecnologia começou mesmo após o lançamento do iPad da Apple. Sem dúvidas o produto surpreendeu com suas funções e design triunfante. Para muitos entendedores da área, o iPad não pareceu um grande avanço, principalmente porque ele retirou da estrutura recursos importantes como a câmera integrada.

O tablet da Apple é uma mistura do notebook com o iPhone que resultou num equipamento original e compacto. Os usuários podem ativar uma série de aplicativos, armazenar arquivos, navegar pela internet com maior comodidade e assistir vídeos com qualidade gráfica impressionaste.

O iPad também apresenta alta performance na reprodução de músicas e funciona como uma agenda para registrar compromissos. A capacidade de memória varia de 16 GB a 64GB para armazenar arquivos e oferecer portabilidade ao seu conteúdo virtual. É importante lembrar que o iPad é um dos principais modelos de tablets e serviu de exemplo para muitos outros produtos que chegaram ao mercado posteriormente.

Algumas pessoas ainda se mostram em dúvidas sobre para que serve o tablet, eu sou uma dessas pessoas mas depois que são apresentadas aos recursos do equipamento, descobrem uma nova forma de interagir com o mundo virtual. O tablet, tanto da Apple como de outra marca, tem uma tela sensível ao toque [touch screen] que facilita o acesso aos comandos. O design permite uma perfeita visualização do conteúdo e garante praticidade no transporte.

O tablet reforça a idéia de computador pessoal e inova o catálogo de produtos das principais fabricantes de tecnológicos. A Samsung, Motorola e Dell já lançaram modelos de tablets sofisticados e recheados de funções que estão fazendo sucesso no mercado.

armado com essas informaçõe continuei a pesquisa agora[o que é android ?]

[um dos  sites que pesquisei http://www.techtudo.com.br/artigos/noticia/2011/01/afinal-o-que-e-android.html]

o android é um progama operacional de codgo aberto do sistema linux
Sistemas operacionais são programas que gerenciam todas as tarefas de um dispositivo, fornecendo-nos uma interface visual para que possamos interagir com um sistema eletrônico sem necessariamente saber o que acontece dentro dele.
Por exemplo: Enquanto você digita um texto em uma planilha, como o computador desenha e determina as linhas e colunas das tabelas? Como ele exibe as informações no monitor? Como ele faz os cálculos? No dia-a-dia, isso não importa. É tarefa do sistema operacional gerenciar todos os processos para o funcionamento correto dos aplicativos e do hardware.
São sistemas operacionais, ou "S.O.", como o Windows, o Mac OS ou o Ubuntu, que permitem que qualquer pessoa consiga, de forma intuitiva, utilizar praticamente todos os recursos de um computador, ainda que o usuário não saiba escrever uma linha sequer de programação.
Muitos aparelhos comuns em nosso cotidiano também têm sistemas operacionais, como os videogames e os MP3 players, mas como são dispositivos para uso específico, e que executam processos objetivos, o sistema operacional usado para gerenciar as tarefas não nos parece importante.
Por outro lado, estamos habituados a falar de SO para computadores. Eles ficaram populares com o surgimento dos primeiros PCs e o desenvolvimento de softwares para uso doméstico. Ao comprar programas, jogos e periféricos como impressoras, por exemplo, nos acostumamos a pensar também se eles são compatíveis com o sistema operacional.

Quando ligamos o celular (e qualquer outro dispositivo), o primeiro programa a ser executado é o sistema operacional, e a partir de então, todo o hardware, os periféricos plugados e os softwares serão gerenciados por ele. Quando tiramos uma foto no celular, por exemplo, é tarefa do SO estabelecer uma comunicação entre a câmera, o disco, a memória e o programa, além de apresentar um interface para que o usuário consiga dar as ordens corretas ao dispositivo. Em outras palavras, graças ao sistema operacional, é possível tirar fotos do celular apertando apenas um botão.

Assim como outros aparelhos menos complexos a olho nu, celulares não chamavam atenção pelo seu sistema operacional. Pelo menos era assim até a popularização dos smartphones. Quando os dispositivos móveis começaram a ganhar outras funções além da chamada por voz e o envio de SMS, foi necessário um avanço nos programas para gerenciar as novas funções. Quanto mais recursos um celular ganhava, mais possibilidades os desenvolvedores enxergavam até que foi necessário repensar completamente os sistemas operacionais.

Um dos grandes avanços ocorreu com o surgimento do Symbian, um SO mobile aberto -com o código livre para que outras pessoas pudessem desenvolver aplicativos para ele-. Adotado pela Nokia, o sistema permitiu que milhares de desenvolvedores no mundo pudessem criar aplicativos baseado nos novos recursos.
Geeks e entusiastas da tecnologia já estão a tempos habituados à nomes como Symbian, iOS e BlackBerryOS. Estes são alguns dos sistemas operacionais mais famosos dos dispositivos móveis, e reinavam praticamente absolutos até a Google decidir entrar na briga e lançar seu próprio SO para celulares baseado no Linux: o Android.

Assim como o Windows nos computadores, o Android é o responsável por gerenciar todas as tarefas e recursos de um smartphone ou tablet. O SO da Google nasceu durante a ascensão dos dispositivos touchscreen e de uma nova forma de desenvolvimento e distribuição de software. Enquanto a Apple seguia tranquila com o excelente iOS, que só roda em seus dispositivos [como o iPhone], a alternativa "aberta" era a confiável, mas pouco divertida Blackberry OS; o criativo, mas problemático Symbian; ou ainda, a péssima tentativa da Microsoft com o Windows Mobile.
Existia espaço para mais um sistema operacional no mercado, que não fosse proprietário, mas que conseguisse manter um padrão de qualidade e confiabilidade para ser usado em diversos dispositivos, independentemente do fabricante.


E não foi difícil para a Google juntar milhares de desenvolvedores em torno de seu projeto, aliando todo seu know-how em programação com a infinidade de serviços que ele já oferece. E aí, voilá, surgiu o primeiro “Google Phone”, totalmente integrado aos serviços da gigante das buscas, gratuito, com uma boa oferta de aplicativos, e de fácil adoção por parte dos fabricantes.

A versão estável mais recente do Android é o 2.3, também conhecida como Gingerbread (pão de mel). Antes deles vieram as versões Froyo (2.2), Eclair (2.1), Donut (1.6) e Cupcake (1.5). A maioria dos aplicativos disponíveis roda a partir da versão 1.6, mas a grande maioria dos apps depende de configurações de hardware, especialmente a resolução de tela e a memória. Para se ter uma ideia, a própria Google não incentivava o uso da versão estável atual para os tablets.

Garantindo a compra de um dispositivo de última geração, com boas configurações de hardware e rodando a versão estável mais recente do Android, você estará munido de um excelente sistema de produtividade e entretenimento portátil. Com mais de 100 mil aplicativos disponíveis - boa parte deles gratuito (uma vantagem em relação ao iOS) -, dificilmente não existirá uma versão ou uma alternativa para Android dos apps apresentados nas outras plataformas.

O Android Market, loja oficial da Google para distribuição de aplicativos, chama cada vez mais atenção dos desenvolvedores, e já atingiu um nível quase semelhante ao da AppStore, do iOS, que equipa iPhones, iPads e iPods.

Graças à infinidade de aplicativos disponíveis, já é possível transferir muitas tarefas do seu computador ou netbook ou notbook para um celular ou tablet. Fazer edições simples em documentos, fotografar, gravar vídeos e compartilhá-los na internet é até mais fácil, mas sem dúvidas, o grande forte do Android é o consumo de conteúdo: Vídeos, músicas, livros, navegação na internet, jogos e outras mídias são suportados em diversos formatos. Compartilhar arquivos entre dispositivos também é simples, e desde a versão 2.2 do Android é possível compartilhar até mesmo a conexão 3G do seu celular pelo Wi-Fi (como em um roteador) ou pelo cabo.

com esta informações eu já estava disposto a comprar o meu tablet mas encontrei um dificuldade na hora de achar o site bom de venda por falta de informação exata do vendedor.

uma duvia que me seguia éra se o tablet que eu pretendia comprar tinha ou não entrada usb compativel com mine modem 3g.
.
E se o produto tem estoque no brasil ou se vinha direto da china ou dos eua como muitos sites por ai que demora até um mes para fazer a entrega.

depois de um certo tempo encontrei este tablet com as seguintes informações

Fácil acesso as redes sociais e e-mail;                                                  Tablet Pc 10.2¨google Android 2.2
Sistema operacional Google Android 2.1;
Tela touchscreen de 7 polegadas WVGA 16:9;                              
Função câmera e filmadora digital;
Duas entradas mini USB;
Entrada para cartão de memória micro SD até 8GB;
Porta de saída HDMI 1080i;
Sensor de gravidade;
Wi-Fi 802.11b/g;
Dados Técnicos:
Processador: ARMII 800MHz;
Memória RAM: 256MB DDR II;
Memória flash: 2GB;
Bateria de lítio recarregável;
Auto falante embutido;
Resolução: 800x600 pixels.
Peso: 400g
Dimensões: 20,3 x 13,2 x 1,2cm
Portas de entrada:
Adaptador de energia DC;
Microfone P2 3,5 mm;
Fones de ouvido;
Cartão de memória microSD;
Mini USB (2x) - uma delas com suporte ao modem externo 3G.
Itens Inclusos:
Tablet PC Oasis Multilaser;
Adaptador AC;
Cabo USB;
Manual de instruções.
Garantia: 1 ano
15196                                                                                         
PRODUTO HOMOLOGADO PELA ANATEL
CÓDIGO DE HOMOLOGAÇÃO:
0382-11-6774

com essas informações procurei pesquisar melhores preços
e encontrei estes no mercado livre

Tablet Pc Oasis Google Android Multilaser Nb001lançamento

Preço: R$ 68650 unid. (Produto Novo)
Pagamento:
12 de R$ 6636
Localização: Paraná (Maringá)
Vendidos:
3

Tablet Oasis Android 2.1 Google, 7 Touch, Wifi,

Preço: R$ 39900 unid. (Produto Novo)
Localização: Espírito Santo (Vitória)
Vendidos:
0


Android 2.2 Google Tablet Pc W / Wifi /

Preço: R$ 530.00 unid. (Produto Novo)
Pagamento:
12 de R$ 51,23
Ver todos os meios de pagamento
Localização: Pará (Belém)
Vendidos:
0


Tablet Pc 10.2¨google Android 2.2 - 3g / Gps / Wifi / Hdmi!



Preço: R$ 698,00 unid. (Produto Novo)
Pagamento:
12 de R$ 67,47
Ver todos os meios de pagamento
Localização: Sao Paulo (São Paulo)
Vendidos:
0
e acabei comprando este tablet
                                                                                       1 Tablet Pc Oasis Google Android Multilaser Nb001lançamento (183995909).
 Em 12 parcelas(s) de R$ 66.36



estou aguardando a entrega que deve acontecer em até 3 dias util conforme o pro pio vendedor







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar comentário[Não respondo anônimos] [I do not answer anonymous ]
Fazer comentários em blogs,é uma ótima ideia para divulgar o seu conteúdo ou ideia!- Identifique - se!

linkwithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...